Você está lendo o Diário de Iza.

Seja sempre bem-vindo(a) por aqui.


Este é um blog simples, criado por alguém que adora conversar na Internet. Saiba mais como funciona aqui...


Aqui você encontra:

  • Textos simples escritos como se escreve nas redes sociais.
  • Reflexões e dúvidas sobre a vida, a maioria superadas.
  • Pequenos contos.
  • Rascunhos de poesias.
  • Evoluções de pensamento!
by

Um blog nunca morre


Um blog nunca morre. É como o jogo Tetris. Sempre vai existir alguma coisa para se dizer. As coisas a dizer não tem um fim.

Dia desses fiquei pensando no quanto eu vivi "em estado vegetativo" quando morava na cidade grande. E foi neste estado vegetativo, quase em coma social e isolada do mundo que criei o blog. Voltei para minha cidade e, não sinto mais necessidade de reclamar de nada na Internet. Sinto que tenho mais a agradecer.

No íntimo tudo o que eu queria, nesses quinze anos que estive longe era voltar para terra onde nasci.

Minha vida ficou normal. Os conflitos internos resolvidos. A ansiedade diminuída. A autoestima recuperada. As crises existenciais superadas. Não há mais a necessidade de reclamar ou dissertar sobre o comportamento humano. Minha vida agora é observar e brincar com as pessoas que me rodeiam.

Certo que agora vejo os conflitos sociais mais de perto. Eu trabalho com pessoas ( crianças e adultos ) em vulnerabilidade social e tive que aprender a não somatizar para não adoecer também. Por isso tento transformar o mundo em que vivo em um lugar menos azedo. É por isso que entro e saio do trabalho brincando. Entro e saio de casa brincando. Nem eu reconheço a pessoa depressiva e mal resolvida que eu era.

Na cidade grande as pessoas são muito individualistas. Eu fui individualista ao extremo. Tão individualista que os conflitos sociais passavam por mim e eu nem tomava conhecimento. Do que eu tomava conhecimento ficava perplexa. Agora o máximo que posso fazer e tentar resolver.

Não tenho muito tempo para escrever no blog, mas quando escrever vou dissertar muito mais sobre aspectos relacionados à minha profissão. Das coisas que observei nesses meus trinta anos de magistério.

Estou bem.

Bem por ter conseguido a tão sonhada paz interior. Eu poderia ter mergulhado na minha vida normal e deixado de escrever aqui. Mas daí pensei que a Luma, Chica, Carla, Leon, Dulce, Vinicius, Pandora, Dama, Dayane... (pessoas que conheço apenas do mundo virtual e acompanharam todo o meu histórico de depressão) iam gostar de ver que minha personalidade ficou estável. :)

E eu casei novamente. Com o mesmo marido. Havíamos perdidos as alianças ( ele perdeu a dele em e eu tirei a minha e perdi também - depois ficamos falando em comprar outra e não comprando por uns nove anos ) e no sábado compramos outro par. Coisa boa casar novamente com o mesmo marido depois de vinte e dois anos de casamento

3 comentários:

  1. Iza, que bom te ver, saber de ti, ver que estás bem e gostando da nova vida e rotina daí! E casar novamente foi muito legal! Felicidades aos dois e muiiiiiiitos anos de amor! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Puxa vidaaaa! Como esse post me deixou feliz, de verdade! Se você está feliz, eu e todos os que também acompanham seu cantinho, também estão. Sinto uma sensação muito boa nesse momento, por saber que uma pessoa que gosto e admiro, encontrou a felicidade em seu caminho e venceu o maior inimigo da vida: a tristeza. Não é pra todos, Iza. E, sinta-se privilegiada também por ser útil a quem é socialmente vulnerável. Você talvez nem saiba, mas és um anjo que Deus - ou o que ou quem rege o Universo - aproximou das pessoas que precisam de ti. E quem está perto de você, nem sabe a sorte que tem de ter por perto um ser humano nobre e riquíssimo das coisas mais valiosas: a sensibilidade e o gosto pela vida e pelo aprendizado.


    Votos de felicidade ao seu casamento! Estou aqui, pulando e abraçando você em meus pensamentos enquanto escrevo esse comentário com um sorriso largo na boca, e um pouco de lágrimas nos olhos. Você realmente merece tudo de bom! Beijão, querida!

    ResponderExcluir
  3. Ô Iza,

    que coisa boa ter noticias tuas e das melhores!
    Estar em paz, consigo mesmo (e por consequencia, com o resto do mundo) é uma conquista muito especial.
    Só quem passou por tempestades sabe curtir a bonança!

    E que maravilha casar duas vezes com a mesma pessoa. felicidades ao quadrado pra vcs!

    Bjão, estava com saudades mesmo!



    ResponderExcluir

Comente e faça uma blogueira feliz!😊




Este blog não é um exercício de escrita. Aqui escreve-se  tal como se escreveria nas redes sociais.
Saiba mais sobre o blog...